AMINOÁCIDOS NO AQUÁRIO MARINHO

Aminoácidos no aquário marinho

Aminoácidos no aquário marinho

AMINOÁCIDOS



Para que tem um aquário com corais, além de alimentá-los, com pipeta ou por alguma comida por dispersão é fundamental o uso de Aminoácidos também, embora que na própria comida gera aminoácidos. Toda proteína contém aminoácidos.Lembrando que TPAs (Trocas de Parciais de Água) colaboram inclusive, na adição dos Aminoácidos.Como sabemos os corais fazem simbiose com as micro algas Zooxantelas, que na presença de luz ocorre a fotossíntese, tal ocorrência da aos corais quase tudo do que necessitam para sua sobrevivência, inclusive parte dos aminoácidos necessários.

Como visto acima são três fontes de Aminoácidos: Comida, TPAs e Zooxantelas, porém a porção ainda é pequena, pois queremos que os corais cresçam mais rapidamente, com mais coloração, mais vigor e é aí que entra a complementação de Aminoácidos, porque usamos Skimmer e outros meios filtrantes que absorvem muitos nutrientes.

Eu particularmente utilizo comida por dispersão, para que todos os habitantes do aquário se beneficiem do alimento, no entanto, mas esta comida é passageira, fica na coluna d’água que logo é exportada para os filtros: Skimmer, Perlon, Carvão ativado, Purigem, etc. por isto eu doso Aminoácidos, destes que é vendido em lojas de aquarismo. Já para quem prefere água mais limpa, sem adição de nutrientes os aminoácidos são obrigatórios, pois sem nutrientes não há aproveitamento da fotossíntese pelas Zooxantelas, porque estas estarão em número bem pequeno nos tecidos dos corais.

Também li num site que o ácido aspártico (contido no adoçante aspartame) é um forte aminoácido aliado para o crescimento de corais, mas não testei. Talvez seja certo, pois as micro algas Zooxantelas fornece açúcar aos corais, embora que esta comparação não seja muito ideal, no caso.

Os corais de nossos aquários são capazes de absorver mais aminoácidos do que fariam nos oceanos.

Dosar aminoácidos no aquário marinho é fundamental para a saúde dos corais, é encontrado nos tecidos dos corais, incentiva o crescimento de tecido novo para reparar danos ocorridos durante a fragmentação e multiplicação, tanto para os corais moles e duros.

O horário ideal para dosar aminoácidos é durante o dia, porque a iluminação estimula os corais na sua absorção. Comece dosando pequenas quantidades, pois vai depender da quantidade de corais que você mantém no aquário, observe e observe, esta é a regra. Vá aumentando a dose e sempre verificando a reação dos corais.

Em doses mínimas não haverá problema nenhum, se porventura ultrapassar o limite adequado para seu aquário, uma TPA irá solucionar o problema, então você já saberá a dose ideal.

Chamamos de aminoácidos essenciais: histidina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano e valina, porém os corais também se beneficiam de: alanina, asparagina, ácido aspártico, ácido glutâmico, glutamina, glicina e serina. Os aminoácidos, como o próprio nome indica, têm suas propriedades ácidas.

Muitas espécies de corais produzem seus próprios aminoácidos, essenciais ou também outros, visto que são 20 aminoácidos no total. Cada espécie de coral sintetiza determinados aminoácidos, diferentes uns dos outros. O ácido aspártico é um dos aminoácidos mais encontrados nos corais, segundo pesquisas.

A maioria dos corais produzem pelo menos 14 aminoácidos, dos quais 7 são essenciais, isto em simbiose com as zooxantelas, uma vez que elas também fornecem aminoácidos ao coral. Isto seria uma forma que o coral encontrou para se beneficiar dos aminoácidos, visto que nas águas de recifes sua concentração é muito baixa.

Hidrólise de proteínas é o processo pelo qual os corais quebram as proteínas quando se alimentam de fitoplâncton e zooplâncton e as transformam em aminoácidos.

Os aminoácidos constituem uma importante função para os corais, são sintetizadas em forma de proteínas, enzimas necessárias para o crescimento sadio dos corais, tanto na formação do esqueleto como do tecido.

Em minha opinião, o aquarista é quem vai decidir a dosagem ou não de aminoácidos no aquário. Se a alimentação é constante de zooplâncton e fitoplâncton não há necessidade, pois os corais as “transformam” em aminoácidos, se ocorrer à dosagem de aminoácidos nesta situação o aquarista nem vai perceber, porém se utiliza de pouquíssima matéria orgânica (comida) é conveniente e deve usar, pois os corais vão crescer mais rapidamente.

Inclusive já foi verificado que os corais no aquário são capazes de consumirem mais aminoácidos do que nos oceanos. Isto não significa que os corais vão morrer ou branquear por falta de aminoácidos, jamais, apenas servirá para acelerar seu crescimento.

O aquário marinho é complexo, tenha cautela, mas certamente dosando aminoácidos seus corais ficarão com cores mais vibrantes e irão se propagar com maior rapidez.



Para alimento de corais, peixes, invertebrados e MUITO MAIS Clic Aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.