ANÊMONAS

Anêmonas

Anêmonas

ANÊMONA NO AQUÁRIO



Se você tem um aquário com corais certamente tem ou está pensando em colocar uma Anêmona, mas é bom ler o texto abaixo primeiro.

Em primeiro lugar vou lhe pedir para ter o bom senso e respeito ao animal, seja um aquarista defensor dos seres que coloca no seu aquário, portanto talvez você já tenha visto que alguns “comerciantes”, cortam a Anêmona ao meio para a reprodução, infelizmente isto ocorre e é verdade, a Anêmona quando cortada ao meio se torna dois indivíduos diferentes, mas tenha um bom coração, não faça isso.

Deixe a natureza fazer esta tarefa, é para isso que serve um aquário, para ver a natureza em movimento. A reprodução das Anêmonas é assexuada, portanto tenha paciência, deixe-a crescer que ela vai se reproduzir sozinha.

Normalmente a Anêmona vai andar quando chegar a hora da reprodução, ela vai se mover e deixar para traz partes do disco podal, e estes pedaços serão novas Anêmonas, comum acontecer em aquários (já estabilizados, antigos), ou simplesmente irá se dividir ao meio formando outro indivíduo.

Também ocorre de modo sexuado, quando o macho solta esperma que estimula a fêmea a soltar os óvulos e ocorre a fecundação, o que é difícil ocorrer num aquário. Se você tem várias Anêmonas no aquário é provável que isto ocorra porque as Anêmonas, em sua maioria são hermafroditas.

Quando ocorre a reprodução sexuada, após a fecundação gera larvas (plânulas) que nadam, sem tentáculos e se alimentam de plâncton até se agarrarem em alguma rocha ou coral e lá crescem e desenvolvem seus tentáculos.

As Anêmonas, assim como os corais abrigam as algas zooxantelas e outras, que podem modificar sua cor original, alias as Anêmonas são parentes dos corais, pertencem ao grupo dos cnidários, que inclui também as gorgónias, alforrecas, medusas, águas-vivas. Existem mais de mil espécies de Anêmonas, de várias cores, espalhadas em todos os oceanos.

Seus tentáculos contêm células urticantes, que é disparado contra o inimigo para injetar o veneno paralisante. Ela também utiliza para capturar seu alimento, tais como peixes, moluscos e camarões.

Normalmente seus tentáculos estão voltados na direção da correnteza que lhes permitem melhor captura de alimentos.

No mar, as Anêmonas também fazem simbiose com o Paguro (caranguejo ermitão), quando alojadas em sua concha oferecem proteção devido à seus perigosos tentáculos urticantes (nematocistos), e por sua vez o Paguro oferece locomoção e um constante suprimento de comida.

A Anêmona possui apenas uma “boca”, um único orifício, onde entra água, alimentos, oxigênio e também é por onde sai os dejetos.

Muitas espécies de Anêmonas vão bem criadas em aquário, mas você tem que comprar uma que não ande, isto é, quando colocadas no aquário, após sua aclimatação (1 hora), procure coloca-la num buraco em uma rocha, onde haja bastante luz para seus tentáculos, com correnteza média, isto fará ela gostar do lugar e se fixar, no entanto, ela poderá escolher o lugar onde ficará e isto deve ser obedecido. Não tente trocar de lugar.
Todas as Anêmonas tem capacidade de se moverem.

Entre as espécies que se fixam e provavelmente não andarão pelo aquário é a Anêmona Bubble Tip e a Anêmona Long Tentacle, inclusive são fáceis de encontrar em lojas especializadas em aquarismo marinho. Elas fazem simbiose com o Peixe Palhaço, mas não é necessário ter este peixe no aquário.

Você deve alimentar a Anêmona, pode ser com camarão, artêmia, lula, peixes e por último (se necessário) comida para peixes. Eu particularmente alimento minha Anêmona a cada 3 dias com meia colher de chá de camarão esmagado, também uso alimento de dispersão diariamente. Ela está ótima. O peixe palhaço dorme dentro dela e leva comida para ela. Veremos esta simbiose entre Anêmona e Peixe Palhaço em outra página.

O aquarista deve observar a Anêmona para ver se a quantidade de comida está sendo a certa. Ela pode capturar sua comida que fica em suspensão na água (o que é pouco), portanto não se pode exagerar ao alimentá-la, sua digestão é lenta.

Pense antes de colocar uma anêmona em seu aquário, se ela andar poderá queimar corais, entupir bombas, se morrer ou for mutilada por algum equipamento vai causar um prejuízo ao seu aquário, mas se você tem uma água com parâmetros estáveis acredito que vale a pena tentar, é uma recompensa você ver os palhaços “brincarem” com ela.

Veja os vídeos de Anêmonas:

Anêmona Long Tentacle:

 

Anêmona BBT:

 

Anêmona Ritteri capturando um peixinho:




Para alimento de corais, peixes, invertebrados Clic Aqui.Para comida de peixes marinhos granulada Clic Aqui.

 

8 comentários sobre “ANÊMONAS

    1. É muito legal… Embora que seja normal isto acontecer e se chama “protocooperação”.
      Eu deixaria como está, mas se pretende separar acho que não vai ser fácil.
      Eu tentaria colocar o Ermitão junto com a Anêmona num aquárinho separado com algumas rochas e alimento em abundância para ver se a anêmona sai.

  1. Bom dia, tenho uma anemona log tentecle que não quer abrir, antes ela estava ótima porem a mais ou menos uns 20 dias que ela só fica dentro da rocha, não quer sair ou aparecer.
    Mandei testas a agua, e os parametros estão todos normais.
    Meu nano é de 110 litros, boa iluminação e boa circulação, tem 4 meses de montado,
    faço uso dos Red Sea A, B e C, e Special Blend.
    Não sei até que ponto é normal ou se esta com algum problema !!!

  2. Fabio

    Olá,

    Parabéns pelo site!
    Perfeito para quem esta iniciando no mundo marinho.

    Eu tenho duas anêmonas uma BBT e uma Long Tentacle.
    A long Tentacle esta querendo ficar na mesma rocha da BBT , já tentei colocar
    ela em vários locais, mais ela sempre esta andando pelo aquario e fixa na da rocha da BBT.

    Perguntas:

    BBT e Long Tentacle podem viver juntas se tocando como os corais Frogs e Hammers?

    Alguma ideia para ela fixa la em algum outro lugar.

    Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.