BACTÉRIAS E PLÂNCTON

Bactérias e Plâncton

BACTÉRIAS E PLÂNCTON

BACTÉRIAS E PLÂNCTON



Nesta página fiz um resumo sobre Bactérias e Plâncton que poderá ser útil.

 

Os organismos aquáticos são divididos levando-se em consideração sua capacidade de locomoção, assim temos: planctônicos; bentônicos e nectônicos.

Os planctônicos tem capacidade limitada de locomoção, são geralmente transportados pelos movimentos d’água. Estes são divididos em Fitoplâncton e Zooplâncton.

Fitoplâncton, que são os seres capazes de realizar fotossíntese, geram seu alimento através da energia solar, ocupam as camadas superiores dos oceanos, devido à presença de luz para realização da fotossíntese. O Fitoplâncton é a maior fonte de oxigênio para a atmosfera (muitos pensam que são as árvores), pois expelem o oxigênio através da fotossíntese.

Zooplâncton, são os seres que não realizam fotossíntese, não são algas são animais, por exemplo: copépodes, alguns moluscos, cnidários, etc.

Então o Plâncton é constituído de Fitoplâncton e Zooplâncton, que é o primeiro passo da cadeia alimentar nos oceanos. O fitoplâncton é consumido pelo zooplâncton e este será consumido pelos peixes que serão consumidos por outros peixes maiores e assim por diante até o topo da cadeia alimentar marinha.

O Plâncton é formado por bactérias, algas, microcrustáceos, larvas de peixes, larvas de crustáceos, águas-vivas entre muitos outros. Apresentam diversos tamanhos, podendo ser de 2 µm (cianobactérias e protozoários) e diversos cnidários que podem atingir alguns metros.

Bentônicos são os seres que vivem no fundo dos oceanos e podem ser fixos (sésseis) ou não. Exemplos de seres bentônicos: caramujos; estrelas-do-mar; ouriços; caranguejos; corais; esponjas e muitos outros. Estima-se que 95% dos seres marinhos são bentônicos.

Nectônicos são seres que se deslocam independentes de movimentos d’água, são capazes de nadar livremente, tais como: peixes, lulas, tartarugas, mamíferos marinhos e muitos outros.

Estes seres marinhos, que constituem o Plâncton se distribuem por todas as camadas oceânicas, ou seja, do fundo até a superfície.

O bacterioplâncton é formado por organismos marinhos que servem de alimento para o zooplâncton. São quimioautotróficos em sua maioria, ajudam na transformação e decomposição da matéria orgânica, e estão dentre os menores componentes do plâncton.

As cianobactérias podem formar grandes filamentos agregados, isto ocorre no Mar Vermelho, que recebeu este nome devido à coloração pelo grande número de cianobactérias que contém a proteína Ficoeritina.

Lembrando que Cianobactérias não são consideradas algas e sim bactérias. Quando em grandes concentrações geram um odor desagradável.

A água do mar contém uma variedade de sais e oligoelementos, e obviamente o sódio que é essencial para o crescimento das bactérias, é o material de base para o transporte de células, desempenha um papel insubstituível. Além disso, potássio, magnésio, cálcio, fósforo, enxofre, elementos vestigiais e outros também são necessários para o crescimento de certas bactérias no oceano.

Nos oceanos, a maioria das bactérias marinhas se prolifera melhor em temperatura baixa, cerca de 20 graus Celsius e onde há abundância de nutrientes, mas também há bactérias que se desenvolvem em temperaturas muito baixas e com mínimo de nutrientes.

É bom saber:

Bactérias autotróficas são as que produzem seu próprio alimento e as heterotróficas quando não tem a capacidade de produzir o seu próprio alimento.

São denominados picoplâncton os organismos menores do plâncton, com dimensões menores que 2 μm como as bactérias.

São denominados de nanoplâncton os organismos do plâncton, com dimensões máximas entre 2 e 63 μm. O nanoplâncton é mais abundante no fitoplâncton.

As bactérias quimiossintetizantes utilizam energia química proveniente da oxidação de compostos inorgânicos simples, como sulfetos e nitritos, para sintetizar glicose a partir de dióxido de carbono e uma fonte de hidrogênio. Estas bactérias (Nitrobacter e Nitrosomonas) não utilizam a luz para formar matéria orgânica.

Fontes de carbono e energia para o crescimento bacteriano:

As bactérias, de acordo com a fonte de carbono e de energia que utilizam, podem ser classificadas em:

Heterotróficos: microrganismos que utilizam composto orgânico como fonte de carbono. Ex:carboidratos.

Autotróficos: Microrganismos que utilizam composto inorgânico como fonte de carbono. Ex:CO2 (gás carbônico).

Fototróficos: microrganismos que utilizam a luz como fonte de energia.

Quimiotróficos: microrganismos que utilizam compostos químicos (orgânicos ou inorgânicos) como fonte de energia.

Neste site você encontra vários artigos específicos sobre bactérias e plâncton.


Para alimento de corais, peixes, invertebrados e MUITO MAIS Clic Aqui.