CARVÃO ATIVADO

Carvão ativado

Carvão Ativado

CARVÃO ATIVADO NO AQUÁRIO



O uso do carvão ativado em aquários marinhos é um tanto controverso, sendo que cada aquarista deverá ler muito à respeito e agir conforme lhe convém. Muitos usam antes de uma troca parcial de água (TPA), outros usam apenas alguns dias, outros não usam e muitos outros usam diariamente.

O carvão ativado serve para adsorver toda matéria orgânica dissolvida e muitos compostos químicos, inclusive os que fazem bem para a água, eu particularmente uso diariamente e reponho estas substâncias benéficas, elementos traços e iodo por exemplo.

Vale lembrar que o Skimmer também remove elementos traços.

Por absorver os elementos químicos não se deve usa-lo quando colocar medicamentos na água para tratar peixes ou corais, deve ser colocado após o tratamento para que o carvão ativado remova estes medicamentos.

O poder químico do carvão ativado é quando uma determinada substância entra em contato com o carvão e suas moléculas reagem, formações químicas entram em ação e a substância química desaparece. A filtração química do carvão ativado é um processo molecular.

Considero muito importante seu uso, haja visto que ele remove amônia, nitrito, nitrato, ácidos húmicos, etc., consequentemente promovendo saúde para os habitantes do aquário. Não tem nada melhor para tirar o amarelado e odor da água doce ou salgada.

O carvão ativado irá remover o excesso orgânico que o ecossistema do aquário deixar livre em suspensão na água, assim eu penso.

Os corais necessitam muita luz, e para isso a transparência na água é fundamental, o carvão ativado deixa a água cristalina após 2 dias em que foi introduzido no aquário (filtro).

Como o carvão ativado tem alto grau de adsorção, o correto é coloca-lo após todos outros métodos utilizados na filtração mecânica do aquário, deixando ele como sendo a última filtragem, isto é, primeiro a água deverá passar por uma manta acrílica, por exemplo, depois por cerâmicas, etc. Isto pelo fato de não saturar o carvão logo de início, entupindo seus milhares de poros.

O carvão ativado poderá ser feito por diversas matérias-primas, tais como: Casca de coco, madeiras de alta e baixa densidade, etc., e possuem alto poder de carbono. Carvão ativado é uma forma de carbono puro.

O carvão ativado já saturado provavelmente não irá expulsar a sujeira retida para água, visto que seus poros são cheios de bactérias e estas consomem toda matéria orgânica. Neste caso, o carvão já saturado, deixa de adsorver mais matérias ou simplesmente vai perdendo sua capacidade de filtração, visto que seus poros já estão cheios. A cada fluxo em que a água passa pelo carvão a matéria orgânica vai se dissolvendo e retornando ao aquário. O carvão então já saturado vai funcionar apenas como uma colônia de bactérias.

Logicamente o carvão com poros grandes, bem porosos é melhor, mas não o tamanho do grão do carvão.

Muitos destes carvões são lavados, na etapa final, com ácido fosfórico o que faz liberar fosfatos. Também é sabido que o carvão bom não borbulha necessariamente, quando introduzido na água pela primeira vez, não causa em efeito de efervescência.

Se você conseguir, o que é difícil, saber se o carvão foi lavado com ácido fosfórico, zinco ou hidróxidos não compre.

Sempre se deve lavar em água corrente o carvão antes de introduzi-lo no aquário (filtro), pois a poeira que eles soltam quando nunca usados, são compostas de ferro e óxido de cálcio.

Nem todo carvão ativado é igual, dependendo do que foi feito e dos agentes ativantes. Quando comprar verifique no rótulo se é isento de fosfato, nitrato e qual é seu prazo de duração, que pode variar de 1 à 3 meses. O tempo de validade também vai depender da qualidade da água, da quantidade de corais e outros habitantes, da comida oferecida, de outros equipamentos filtrantes, etc.

Para saber se o carvão contém fosfato, basta comprar um teste de fosfato (PO4) e filtrar a água com ele, se for detectado PO4 não usar esta marca.

Para quase extinguir o fosfato existente no carvão ativado, deixá-lo em uma vasilha com água pura (DI ou RO) por um mês, antes de sua utilização.

O aquarista deve observar e comparar as marcas existentes no mercado, se ele consegue tratar 100 litros de água com 1 sacolinha do carvão X, deve-se observar se com o carvão Y (mesma medida) consegue filtrar a mesma quantidade de água. Tudo nas mesmas proporções: fluxo d’água, mesmos seres marinhos, etc. O que se deve levar em conta é o tamanho dos poros do carvão, este sim é importante, é o que vai determinar inclusive, a melhor taxa de adsorção para sua água.

O carvão paletizado, aquele com forma cilíndrica, possui uma resistência mecânica maior devido ao processo de extrusão, mas tem menor poder de adsorção devido sua forma. O contato íntimo com impurezas é menor.
Para comprar carvão ativado para aquário marinho e de água doce Clic aqui



Para alimento de corais, peixes, invertebrados Clic Aqui.

Para comida de peixes marinhos granulada Clic Aqui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.