CORAIS DUROS

Corais Duros

Corais Duros

CORAIS DUROS – O QUE SÃO



Corais duros são os que necessitam de cálcio para formarem suas bases.O coral duro tem sua base calcária e pólipos compridos, bem maiores que sua base.

Os corais duros são divididos em duas categorias:

1-LPS – São os de pólipos grandes.

Tais como: Frogspawn, Trumpets, Torch, Hammers, Frogs, Plates, Brains, Blastomussas, Acanthastreas, Flavias, Bubbles, etc.

2-SPS – São os de pólipos pequenos.

Tais como: Acroporas, Montiporas, Polichoporas, Seriatopora, etc

Não citarei aqui corais moles, os Softs, pois estes não possuem esqueleto calcário. Ex.: Ricordeas, Zoanthus, Carpet Brown, Mushroons, Xenias, Cloves e muitos outros.

Todos eles requerem tratamentos diferenciados, no entanto, é possível a adaptação de todos eles num só aquário grande, mantendo distância suficiente, para não haver uma guerra química entre eles, suas células urticantes vão abrindo caminho para crescerem.

Não exagerar na quantidade, eles irão crescer, obviamente precisarão de espaço. Para iniciar eu recomendo um aquário com no mínimo 100 litros (para poucos corais).

Os corais duros LPS são mais fáceis de “cultivar” do que os corais SPS, pois são mais resistentes à alterações de PH, temperatura e qualidade da água. Já os corais SPS requerem boa qualidade da água, o que envolve boa filtragem, bom desempenho do Skimmer, etc.

Corais duros não são aconselhados para aquaristas iniciantes, pois requerem água com parâmetros ideais, sendo o mais difícil a dosagem de cálcio, pois envolve rigorosos critérios no PH e KH, ou de equipamentos mais sofisticados, o reator de cálcio por exemplo, que mantém os níveis de cálcio “automaticamente”. Mas este é dispensável se conseguir manter os parâmetros. Eu particularmente não tenho, doso cálcio e
mantenho os parâmetros com produtos adquiridos na loja. Mas um bom skimmer eu tenho e acredito ser um equipamento fundamental para o sucesso do aquarista na manutenção do seu aquário.

Para corais duros o nível de cálcio deve situar entre 380 à 450; KH entre 8 à 11; PH entre 8 à 8.3; Densidade da água: 1.023; Magnésio: 1250 à 1350; Nitrato: inferior a 0,2 ppm; Nitrito, Fosfato e Amônia zerados. Lembrando que a temperatura não deve oscilar fora dos 25 à 28 graus.

Para aquaristas mais aficionados pode-se medir outros parâmetros, tais como:

Sílica; Iodo; Estrôncio; Boro; Ferro entre outros, mas os principais estão citados acima. Eu, particularmente só meço os principais.

Os corais LPS, devem ser colocados, preferencialmente no fundo do aquário, devido sua característica, pólipos compridos, e afastado de outros corais pois são agressivos.

Os corais SPS, por não possuírem pólipos grandes, podem ficar na parte alta das rochas do aquário, perto de outros corais.

Estes corais também dependem das zooxantelas. (Veja na página “Alimento para Corais”).

Os corais SPS necessitam de mais luz que os LPS, mas como os SPS ficam mais na parte de cima do aquário este problema fica como resolvido.

Os corais SPS preferem forte circulação da água, já os LPS média circulação, no geral, o aquarista deve observar a reação de cada coral.

Quando um coral não está se abrindo, por mais de quatro dias, deve-se mudar o coral de lugar.

Quanto a iluminação, um assunto muito complexo por sinal, vou deixar de lado. Eu tenho 1 W para cada litro de água, lâmpadas T5 brancas e azuis, meio-a-meio.

Eu uso carvão ativado somente antes de uma troca parcial da água (TPA). Coloco dois dias antes desta troca.

Quanto à alimentação, veja a página Alimentação de Corais.

Ao comprar um coral observe bem, veja se está com ótima coloração, sem cortes, com os pólipos estendidos, se está realmente saudável.

Antes de colocar no seu aquário faça uma rápida adaptação, vá colocando água do seu aquário, pouco a pouco, com intervalos de 15 minutos até que sua água ultrapasse a quantidade da água que veio, então já poderá colocar o coral no seu aquário.

Se você ainda quer mais proteção, existe no mercado produtos a base de iodo para banhar seu novo coral antes de coloca-lo no aquário a fim de eliminar possíveis bactérias ou até mesmo se você notar que o coral está com lesões.

Tempo e dedicação é fundamental para o sucesso do aquarista.

Se você quer informações sobre corais moles ou Softs, visite a respectiva página.



Para alimento de corais, peixes, invertebrados Clic Aqui.

Para comida de peixes marinhos granulada Clic Aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.