CORIDORA

Coridora

Coridora

CORIDORA

Visite nossa Loja Preços incríveis Clic Aqui



As Coridoras podem viver em aquários comunitários sem nenhum problema, são pacíficas e ajudam na manutenção do aquário, pois comem o excesso de comida que vai para o fundo do aquário, quando se alimenta os peixes.

É importante fazer sifonagem regularmente, porque tendo um substrato sujo elas podem pegar infecções nos barbilhões. Elas não irão comer a sujeira, somente alimentos.

Existem boas rações em lojas de aquarismo, as que afundam, mas também aceitam Spirulina, Tubifex, pastilhas e muitas outras, inclusive poderão subir à superfície para pegar comida, são onívoras.

Coridoras gostam do aquário com bastante plantas, rochas e troncos para se esconderem, abrigar-se de eventuais predadores ou da luz, pois não toleram forte iluminação.

Embora tenha hábitos noturnos ficam ativas durante todo o dia, procurando comida com auxilio dos seus sensíveis barbilhões.

Tenha no aquário no mínimo, 4 Coridoras, porque ficam em cardumes, deixe a temperatura ideal entre 22 a 25ºC., com PH entre 6.5 a 7.2, preferem água mole e levemente ácida. Um aquário de pelo menos 50 litros é recomendável. Crescem até seus 5 centímetros.

As Corydoras podem viver entre cinco a dez anos no aquário, desde que este apresente parâmetros ideais e constantes, sem muitas oscilações.

As Coridoras mais comuns encontradas em lojas de aquarismo são: Corydora paleatus; Corydora aeneus; Corydora schwartzi; Corydora agassizi; Corydora nattereri; Corydora kanei, mas existem 105 espécies, e toleram “grandes” faixas nos parâmetros da água do aquário.

Quando você comprar uma Coridora e após a aclimatação, colocar no aquário verá que ela estará sem cor, pálida, mas isto irá mudar, é momentânea, por causa do transporte, logo ela estará com cores mais fortes e vivas, o stress causado faz que com a Coridora fique pálida mesmo.

As Coridoras sobem à superfície para respirar o ar, e voltam depressa para o substrato. Devido este mecanismo elas suportam viver em aquários com pouca oxigenação. As Corydoras não aceitam sal na água, portanto, cuidado com “remédios” caseiros que apresentem sal em sua fórmula.

A fêmea é maior que os machos e apresenta um ventre mais roliço. É possível a reprodução no aquário, mas devem-se estudar os procedimentos corretos, para que o macho não coma os ovos, alimentação dos alevinos, TPAs e outros cuidados.

Em breve postarei aqui como criar Coridoras no aquário. Eu aconselho ter Coridora no aquário.

Vendo alguns produtos para aquarismo com ótimos preços: Promoções