LABEO

Labeo

Labeo

PEIXE LABEO

Visite nossa Loja Preços incríveis

Labeo
Estes peixes são realmente incríveis, os Labeos, lindos, fascinantes.O PH para o Labeo é bem flexível, podendo ficar entre 6.7 a 7.8, numa temperatura entre 23º a 28ºC, mas no aquário sem bruscas alterações destes parâmetros, então ele chegará aos seus 10 centímetros ou mais.

Deve-se ter um aquário relativamente grande (mínimo 150 litros) para o Labeo, pois é um peixe que vai nadar por todo o aquário, tanto próximo ao substrato como na superfície, o dia inteiro, em busca de algas, vive bem num aquário comunitário, porém não aceita outros da mesma espécie. Ideal será um substrato de areia fina.

Há muitas variedades da espécie, sendo mais comum em aquarismo o Labeo frenatus, o Labeo frenatus albino e o Labeo negro.

Labeo frenatus

O Labeo é um peixe onívoro, mas como prefere algas é vendido como “comedor de algas”, porém sua dieta não deve ser exclusivamente delas, podendo lhe oferecer rações industrializadas de fundo, alimentos vivos, espinhafre, espirulina, Daphnia, Artemia e tantos outros, quando mais variada, melhor.

A manutenção do aquário deverá ser rigorosa, com sifonagens regulares, TPAs, limpeza dos filtros, etc., isto trará cores vigorosas ao Labeo, bem como para outros peixes do aquário.

Para se criar o Labeo no aquário, este deverá ter muitas plantas naturais, rochas, troncos, que servirão de abrigo, esconderijo, refúgio e também será sua parte favorita para procura de comida. Uma bomba para oxigenar e movimentar a água é importante para este peixe.

O Labeo é um peixe típico de água corrente, de córregos e rios, é bastante intolerante ao acúmulo de restos orgânicos e se dá melhor se houver um alto nível de oxigênio dissolvido e um movimento moderado da água.

Labeo negro

Ele é ovíparo, sua reprodução em aquários não é difícil, é tido como espécie ameaçada de extinção na natureza desde 1996, mas graças a piscicultores especializados a espécie continua.

Reprodução do Labeo em aquários: Quando a fêmea estiver bem gorda, roliça, é sinal que esta cheia de ovos, então nesta hora é importante uma boa oxigenação no aquário, que movimente a água também. Mas é importante que esta fêmea esteja separada, em local seguro, onde outros peixes não irão comer seus ovos ou futuros alevinos, portanto, para um aquário comunitário, a reprodução do Labeo é inviável. Após o nascimento dos filhotes, estes poderão ser alimentados com infusórios, ovos de artêmia sem casca e outros microvermes.

Já vi muitos aquaristas inexperientes se apaixonarem por Labeos e comprá-los para criar em aquários pequenos, menores que 100 litros, o óbvio acontece, o período de vida é curtíssimo, portanto, atente-se para este requisito. Também escolha os peixes certos, compatíveis para criar junto com Labeo, consulte um vendedor experiente.< /div>

É muito legal ter um Labeo no aquário.



Vendo alguns produtos para aquarismo com ótimos preços: Promoções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.