PEIXE LEÃO NO AQUÁRIO

Peixe Leão no aquário

Peixe Leão no aquário

PEIXE LEÃO NO AQUÁRIO



Para se ter um Peixe-Leão é preciso ter um aquário grande pois o mesmo chegará aos 40 centímetros em pouco tempo, podendo viver até 12 anos. Eu diria um aquário de pelo menos 300 litros para se ter um exemplar deste peixe.

 

Também conhecido como Peixe-Escorpião ou Peixe-Dragão, é da família Scorpaenidae, Gênero Pterois, Espécie P. Volitans, de nome científico Pterois Volitans.

Existem nove espécies diferentes de peixes-leão e todas são originárias do Oceano Índico e Pacífico.

Ele tem espinhos nas nadadeiras dorsais que injetam veneno, então é necessário muito cuidado nas manutenções do aquário, para evitar reações alérgicas ou forte dor no local atingido, às vezes precisando cuidados médicos.

Algumas espécies também causam dor intensa no local, necrose, edema, distúrbios cardiovasculares e respiratórios. Muitos pescadores no Brasil já foram vítimas deste peixe.

Ele irá comer todos os peixes do aquário que caber em sua boca, por isto é necessário ter um aquário somente para esta espécie, possuem um apetite insaciável.

Ele utiliza suas nadadeiras com espinhos para cercar sua presa e num golpe rápido e certeiro engole sua vítima. Os parâmetros da água para se ter um Peixe-Leão são os mesmos para um aquário com corais (veja neste site), mais se for só para ele não será necessário níveis de cálcio tão altos e a iluminação poderá ser moderada, apenas trocas parciais será o suficiente.

É possível ter corais e outros peixes no aquário, desde que sejam bem maiores que o Peixe-Leão, ele é pacífico e não atacará. Tem hábitos noturnos, inclusive o acasalamento, durante o dia ficam mais quietos.

É conveniente colocar rochas e pedras no aquário, pois o Peixe-Leão gosta de esconderijos, por isto vive nos recifes de corais.

Espécies mais comuns para aquário: Dwarf Fuzzy Lion; Black Volitans; Lion Radiata; Red Volitans e outros.

Você poderá alimentar o Peixe-Leão com peixes menores, camarão, pedaços de peixes grandes, artêmias, crustáceos, congelados e até ração, a variedade é importante. Bem cuidado ele irá crescer muito rápido e poderá atingir seus 12 anos de idade com 40 centímetros de comprimento. Reproduzem-se com facilidade.

Vivem perto de recifes de corais tropicais nos oceanos Índico e Pacífico, originariamente.

Curiosidade: O Peixe-Leão tornou-se uma das maiores ameaças ambiental do século, porque chegou ao Oceano Atlântico e se multiplica rapidamente, não tem predador, até pescadores estão sofrendo com este intruso, causa um desequilibrio no ambiente marinho, visto que come tudo que passa pela sua garganta, peixes e crustáceos, possuem um apetite insaciável. Já fez grandes estragos no sul dos Estados Unidos, no mar do Caribe, no golfo do México em 2009 e na Venezuela. Talvez um aquarista tenha jogado o peixe no Mar ou o furacão Andrew levou o peixe ali, talvez as embarcações tragam os ovos do peixe nos cascos dos navios e infestam os oceanos. A vida nos recifes de corais estão seriamente ameaçadas pelo Peixe Leão, afirmam os biólogos. É um predador atípico, porque permanece em um determinado território até que tenha dizimado tudo por alí. É resistente e se adapta facilmente em novas águas. Já chegou ao Brasil e é encontrado até na região Sudeste.

Se você tem um Peixe Leão no aquário, compartilhe sua experiência, poste sua mensagem.



Para alimento de corais, peixes, invertebrados Clic Aqui.

Para comida de peixes marinhos granulada Clic Aqui.

Para ver todos os produtos que vendo Comprar Suplementos Marinho