POTENCIAL REDOX ORP

Potencial Redox ORP

Potencial Redox ORP

POTENCIAL REDOX ORP



Amigos leitores, este post estou colocando apenas para esclarecer o que é o Potencial Redox ORP caso você tenha visto isto em algum site e ficou com mais dúvidas ainda. Para mim é apenas um resumo geral das condições da água do aquário marinho, um nome dado para poder medir, de forma única, a pureza da água, se todos os parâmetros estão corretos, se o ecossistema marinho está em equilíbrio total, ou seja, se você seguir minhas dicas e orientações neste site não precisará medir isto, seu aquário estará sadio, além do mais o custo para medir e controlar o Potencial Redox é altíssimo, é preciso equipamentos e produtos químicos especiais. É mais usado em aquários públicos, que são gigantescos, onde requer uma minuciosa atenção, inclusive aplicação de ozônio, onde o Potencial Redox é medido e controlado pelo laboratório que analisa seres microscópicos.

É preciso muito conhecimento e cautela para aplicar ozônio (Ozono) na água, pois uma falha de dosagem poderá ocasionar até a morte dos seres aquáticos, razão pela qual não indico se aprofundar neste assunto com intuito de tentar fazer isto, controlar ORP, pois além de perigoso e complicado ainda gera muitas dúvidas e controvérsias na questão.

Neste caso, com aplicação de ozônio, os sólidos (orgânicos e inorgânicos) dissolvidos são retirados, bem como precipitação de metais, toxinas orgânicas e outros, ter um poderoso poder oxidante. Também é capaz de decompor moléculas sem gerar subprodutos, como normalmente acontece nas “transformações” executadas pelas bactérias.

Obviamente com esta sofisticação, de introdução de ozônio, peixes, corais e invertebrados estarão com plena saúde, além do mais o ozônio dissolvido na água transforma-se em oxigênio beneficiando ainda mais as bactérias e outros seres da biota do aquário marinho.

Dizemos que o Potencial Redox ORP esta alto quando há estabilidade nos parâmetros, quando as bactérias estão em equilíbrio, consumindo a matéria orgânica, quando a água está sempre cristalina livre de algas ou cianobactérias, sem odor, quando a biota está sadia, quando não há intervenção do aquarista constantemente com suplementos para “remediar” falhas no ecossistema e da própria qualidade da água. Medir o Potencial Redox é, principalmente, saber qual a capacidade das bactérias na reciclagem de produtos nocivos, saber o nível de todos os processos de oxidação bem como medir a estabilidade do aquário.

O Potencial Redox estará baixo quando o inverso acontece, quando há falta de oxigênio causado pelo excesso de comida, aonde vem a amônia, nitritos, etc. Quando a qualidade da água começa à declinar o Potencial Redox ORP irá cair.

O Potencial Redox ORP (Potencial de Óxido Redução), resumidamente é a capacidade das bactérias aeróbicas e anaeróbicas de reduzir, ou melhor, oxidar toda matéria orgânica, quando os resíduos tóxicos são eliminados.

Quando há equilíbrio populacional de bactérias nitrificantes e desnitrificantes estas são capazes de oxidar matéria orgânica, tais como restos de comida, excrementos de peixes e invertebrados que contém o aquário marinho.

Pelo exposto você notou que a oxidação dos componentes orgânicos e inorgânicos é o principal fator para manter o Potencial Redox alto, mas é de risco usar um ozonizador, então utilizamos produtos oxidantes e de baixíssimo custo, tais como Ácido Ascórbico e Permanganato de Potássio citados neste site.

Este é um resumo que fiz sobre Potencial Redox ORP, mas para mim, assim como aconselho em diversas páginas deste site, o mais importante para garantir uma água de qualidade é a observação do aquarista, verifique seus corais, peixes e invertebrados todos os dias em todos os momentos possíveis, verifique se há surgimento de algas, enfim, não é preciso medir ORP, sua observação vai garantir a prosperidade do aquário, pois qualquer alteração nos parâmetros os seres aquáticos irão lhe avisar. Esta é minha opinião.



Para alimento de corais, peixes, invertebrados Clic Aqui.

Para comida de peixes marinhos granulada Clic Aqui.