RESERVA ALCALINA

Reserva alcalina

Reserva Alcalina

RESERVA ALCALINA



Aqui vou tratar de Reserva Alcalina de um aquário de água salgada, com corais, peixes e outros invertebrados.A reserva alcalina é a capacidade da água em manter estável o nível do PH.

Dureza em Carbonatos ou Concentração de Carbonatos é o mesmo que Reserva Alcalina.

A reserva alcalina é muito importante em aquário de corais, pois eles se beneficiam dos bicarbonatos para construção de sua base calcária. Inclusive as algas coralinas. A reserva alcalina também é responsável por neutralizar ácidos que comprometem o PH.

A água marinha com PH 8,3 é composta por 80% de Bicarbonatos e 20% de Carbonatos, com pequena quantidade de Dióxido de Carbono, ocorrendo o aumento da temperatura os níveis de Bicarbonatos baixam e os Carbonatos aumentam.

Durante a noite o nível do PH cai, chegando a 7,8 que é um processo normal, pois não há fotossíntese, o ácido carbônico aumenta, pois as micro algas zooxantelas assimilam o oxigênio e liberam dióxido de carbono (CO2).

Podemos afirmar então que a Reserva Alcalina é formada por Carbonatos, Bicarbonatos e Ácido carbônico em equilibradas proporções.

No aquário marinho é necessário repor a reserva alcalina, tanto para saúde dos animais quanto para tamponar o PH, que deverá ficar entre 8,2 a 8,4.

É preciso comprar um kit de testes para verificar o nível KH, que deverá ficar entre 7 a 10. Quanto maior mais estável será o PH.

Não se deve corrigir o PH sem o devido “buffer” tamponamento, ou seja, ajustar também os níveis da Reserva Alcalina, pois esta reserva é que manterá o PH estável, caso contrário (corrigindo apenas o PH) o PH voltará ao mesmo nível anterior, então será uma medida temporária.

Mesmo quando chegar ao nível ideal de KH é preciso deixar uns 2 dias sem a reposição para se saber quanto seu aquário está consumindo de Reserva Alcalina diariamente. Também poderá fazer isto para se detectar quanto o aquário esta consumindo diariamente de Cálcio. Como citado a Reserva Alcalina é utilizada pelos corais, algas calcárias e por processos biológicos que a transforma em vários ácidos, ocasionando a diminuição dos Carbonatos e consequentemente a queda no PH.

Para manter os níveis ideais de Reserva alcalina temos várias opções:

1) Hidróxido de cálcio – Este método também adiciona cálcio.

2) Bicarbonato de Sódio – O melhor é comprar num laboratório químico PA., pois estes vendidos em supermercados contém muitos metais pesados.

3) Reator de Cálcio – Boa forma de adicionar cálcio com equilíbrio no PH.

Segue abaixo minhas dicas, não é regra geral, são métodos que utilizo ou já utilizei com sucesso (leia o artigo como aumentar PH e KH).

Para aumentar somente o PH: Carbonato de Sódio – Não aumenta a RA

Para aumentar o KH: Bicarbonato de Sódio PA – Aumenta a RA

Para aumentar o Cálcio: Cloreto de Cálcio – Não aumenta a RA

Carbonato de Sódio: 1 colher café (diluído em 1 litro água DI ou RO) é capaz de aumentar em 1 ponto o PH, ou seja de 8.2 para 8.3 em 100 litros.

Bicarbonato de Sódio: 1 colher de sopa (diluído em 1 litro água DI ou RO) é capaz de aumentar 1 ponto na Reserva Alcalina, ou seja de 7 para 8 KH em 100 litros.

Cloreto de Cálcio: 1 colher de sopa (diluído em 1 litro água DI ou RO) é capaz de aumentar 10 pontos no nível de Cálcio, ou seja de 400 para 410 ppm em 100 litros.

As dosagens acima servem apenas para ter uma base, pois pode variar de um aquário para outro dependendo das condições da água e outros fatores. Vá ajustando os níveis vagarosamente, um pouco a cada dia.

À longo prazo o uso destes produtos formarão o Cloreto de Sódio (sal comum) o que implicará no aumento da densidade da água. Basta tirar um pouco da água salgada e acrescentar água de reposição. Mas como é à longo prazo as TPAs resolverão o problema.

Você também pode optar em comprar produtos próprios para aumentar a Reserva Alcalina, vendido em lojas de aquarismo. Normalmente estes produtos contêm Carbonatos e Bicarbonatos.

Depois de ajustado os níveis poderá mantê-los com a adição de Hidróxido de Cálcio (Kalkwasser), que é Cálcio + Reserva Alcalina.

Modo de preparo: Dilua o Hidróxido de Cálcio em água de reposição (RA ou DI), cerca de 1 grama por litro. Se houver precipitação esta parte deverá ser descartada e a que sobrar deixar, por gotejamento, no Sump antes do Skimmer, á noite. Comece com pequenas doses (pode elevar demais o PH) e meça os níveis. Neste caso não se usa Reator de Cálcio, apenas o Kalkwasser.

Hidróxido de calcio PA + água doce = Kalkwasser

Usando-se o Hidróxido de Cálcio também irá neutralizar a produção de ácido carbônico, pois o Kalkwasser possui um PH em torno de 13.

Usando este método sempre estará com o PH e a Reserva Alcalina em ordem, e somente depois de um bom tempo terá que voltar a equilibrar novamente (com as substâncias acima), neste período suspende-se o Kalkwasser.

Você não é obrigado usar o Kalkwasser, desde que mantenha os níveis com as substâncias citadas acima. Basta verificar qual será a dosagem diária.

Recomendo um espaço de 1 hora entre uma solução e outra (Bicarbonato e Cloreto) bem como usar o dobro de Bicarbonato em relação ao Cloreto. Coloque sempre as soluções no Sump à noite.

O CO2 (dióxido de carbono) é responsável pela liberação dos íons de cálcio a partir dos carbonatos e bicarbonatos de cálcio, elementos fundamentais para o desenvolvimento dos corais, porém este CO2 é liberado novamente como oxigênio através da fotossíntese das zooxantelas e outros micro organismos, porém à noite quando não há fotossíntese ocorre um aumento de CO2 e em contato com a água, teremos o ácido carbônico, diminuindo o PH. Por isto devemos dosar as substâncias citadas à noite.

A reserva alcalina e o consumo de cálcio estão diretamente ligados ao numero, tamanho e tipo dos corais que você possui no aquário. Quanto mais corais duros, mais será o consumo de carbonatos da Reserva Alcalina, etc.

Se você faz TPAs (trocas parciais) grandes, acima de 30% do volume d’água é bom que esta água esteja com os níveis de Cálcio e Reserva Alcalina correta. TPAs menores mais com muita frequência também irá afetar os níveis de Cálcio de Reserva Alcalina.

O Magnésio também é importante para o equilíbrio entre o Cálcio e a Reserva Alcalina, porém não é necessário dosar se você faz trocas parciais com frequência, mais ou menos 1 vez por semana. O Magnésio também evita a precipitação natural do Cálcio em Carbonato de Cálcio e garante saúde para algas coralinas.

Ocorrendo a precipitação de cálcio, os fosfatos que por ventura contiverem na água serão precipitados junto.

Depois de ajustado os níveis, tanto de PH quanto o de Reserva Alcalina você poderá optar em usar BioCalcio. É um produto com maior custo, mas é uma forma de dosar Cálcio e outros elementos sem interferência na Reserva Alcalina.

Não uso reator de cálcio, pois acredito ser desnecessário e ocupa muito espaço, complicado, sendo que funciona com cilindro de CO2, mas não deixa de ser uma boa opção para repor Cálcio e manter a Reserva Alcalina em dia. Também não deixa resíduos como os suplementos acima citados.



Para alimento de corais, peixes, invertebrados e MUITO MAIS Clic Aqui.