TRIGGER PICASSO

Trigger Picasso

Trigger Picasso

TRIGGER PICASSO



Trigger Picasso (Rhinecanthus aculeatus), também conhecido como Peixe-Porco Picasso, Humu Picasso Triggerfish, Humu-Humu, Peixe-Porco havaiano e outros. Peixe-porco é o nome comum dado aos peixes tetraodontiformes da família Balistidae.
São peixes marinhos, que ocorrem nos Oceanos Índico, Pacífico e Atlântico. Eles recebem esse nome devido ao som que emitem ao serem removidos da água, se parecendo muito com um porco.
O Trigger Picasso é lindo peixe para o aquário marinho, porém seu comprimento poderá chegar aos 30 centímetros, devendo, portanto, ter um aquário grande. Possui um corpo formado por cartilagem.
No geral, é um peixe extremamente agressivo, irá atacar outros peixes menores. Com sua poderosa mandíbula é capaz de morder fios de aquecedores, Wave-Maker, bombas, enfeites de plástico, etc., e até a mão do aquarista desavisado que irá alimentá-lo.
Sua boca é pequena em relação ao corpo, porém muito poderosa, capaz de triturar corais e conchas, seus dentes cortantes são bem afiados.
Os parâmetros ideais para o Peixe-Porco são idênticos aos de corais, ou seja, se tem corais no aquário o Baliste vai se sair bem, a diferença é que ele suporta bem mudanças de temperatura, variando entre 24 a 28 graus centígrados.
Há relatos de aquaristas que possuem o Trigger Picasso e é dócil, vive tranquilamente com outras espécies, mas é raro.
É preciso ter muitas rochas e pedras no aquário, que servirá de refúgio, esconderijo para o peixe, mas também tem o hábito de revirar o substrato e pedras. Estas devem ser bem fixadas para não ocasionar acidentes, quebrando o vidro do aquário se derrubadas.
Possui ferrões na nadadeira dorsal para defesa ou ataque, que requer cuidados do aquarista se for preciso pega-lo com a mão.
Em muitas espécies este ferrão tem uma toxina chamada Ciguatoxina. Movimenta seus olhos de forma independente, tendo um grande campo de visão.
Na natureza, o Trigger Picasso fica nos recifes de corais, em águas mais rasas, onde encontra comida (crustáceos, moluscos, conchas, invertebrados e peixes menores) e esconderijo. Portanto, no aquário irá comer a equipe de limpeza, verme de fogo, camarões e alguns corais. Não se se vale a pena… No entanto, como sua dieta é o Zooplâncton, se bem alimentado, provavelmente não irá incomodar os corais. Spirulina também deverá fazer parte de sua comida apensar de ser carnívoro.
É aconselhável alimentar este peixe com uma pipeta ou pinça, de modo que a comida oferecida seja diretamente para ele, pois come mais que os outros peixes.
Se você pretende ter um Trigger Picasso no aquário, é bom introduzi-lo com outros peixes de uma vez, preferencialmente com peixes maiores que ele, ter apenas um da família Balistes, ter um aquário de no mínimo com 300 litros com muitas rochas, alimentá-lo com comidas variadas, pedaços de peixes, camarões, mexilhões, caracóis e rações industrializadas.
Seus dentes precisam ser desgastados para que não cresçam exageradamente e o impossibilita de comer, portanto, sua comida deverá ser dura, crustáceos (com casca) devem fazer parte de sua dieta. Na natureza até Ouriço-do-mar e Estrela-do-mar o Trigger Picasso consome. Artêmia, Camarão, Caranguejo são fáceis de encontrar em lojas de aquarismo e servirão de comida para o Rhinecanthus aculeatus.
Trigger Picasso (Rhinecanthus aculeatus) é uma das espécies menos agressivas que poderá, eventualmente, se dar bem com outras espécies num aquário comunitário, mas será melhor se colocados ao mesmo tempo.
Preferencialmente introduzir um Balistes no aquário quando ainda jovem, pois irá definir seu território próprio e não incomodará os peixes de outras bandas.
Como disse anteriormente, é um lindo peixe para aquário marinho, tem o corpo branco com listras azuis e pretas que passam pelos olhos. Tem faixas amarelas, marrons e pretas no seu corpo.
Quando em repouso poderá descansar com a cabeça inclinada para baixo ou dormir de lado o que poderá assustar um aquarista não conhecedor destes hábitos dos peixes Balistes.
O Trigger Picasso é apenas um da família Balistes, outros Balistes:
Balistes capriscus J. F. Gmelin, 1789 (Grey Triggerfish)
Balistes polylepis Steindachner, 1876 (Finescale triggerfish)
Balistes punctatus J. F. Gmelin, 1789 (Bluespotted triggerfish)
Balistes vetula Linnaeus, 1758 (Queen triggerfish)
Há quem diga que o Balistes Vetula, brasileiro, é o mais bonito da espécie.
Curiosidade: Triggerfish são conhecidos por mergulhadores, pois estes peixes os atacam, atraídos pelas barbatanas coloridas (roupas), alguns são gravemente feridos e requerem atenção médica. A toxina (Ciguatoxina), encontrada em seus ferrões pode causar ataques cardíacos, paralisia ou até a morte.



Você pode comprar produtos para aquário “mais em conta” na loja Comida de Corais
Ou se preferir no Mercado Livre Comida de Corais