TRUMPET CORAL

Trumpet Coral

Trumpet Coral

TRUMPET CORAL



O nome Trumpet Coral é devido o formato de sua cabeça que se parece com um trompete, uma espécie de trombeta (instrumento musical).

Trumpet é um coral LPS que tem uma base calcária e na sua extremidade um grande pólipo carnudo, geralmente verde ou rosa, podendo ocorrer variações. Este grande pólipo abriga seus pequenos tentáculos que capturam o zooplâncton.

Estando com os parâmetros certos ele se desenvolve bem, é pacífico não agride outros corais, embora que uma pequena distância é recomendada. Ele só é um pouco exigente quanto a iluminação, às vezes é necessário trocá-lo de lugar várias vezes até encontrar o ponto certo de luz, caso contrário ele não abre. Também gosta de ficar em local mais baixo, mais próximo do substrato. O Trumpet coral é encontrado, nos oceanos, em maior profundidade que outros corais.

O Trumpet coral estende seus curtos pólipos a noite, o que é uma boa hora para alimentá-lo. Gosta de circulação e iluminação moderada à forte.

Os níveis de cálcio devem estar certos (visite a página parâmetros), caso você não faça muitas TPAs é necessário dosar Estrôncio e Elementos Traços.

É comum ver este coral com suas cores mais acentuadas e com o pólipo mais inchado após uma TPA, o que demonstra gostar de água cristalina, limpa e com os elementos d’água renovados. Trocas parciais (TPAs) colaboram para manter o nível de Magnésio correto, não sendo necessário dosar com TPAs frequentes.

Muitos aquaristas relatam o sucesso deste coral porque o alimentam durante a noite. Você poderá alimentá-lo diretamente com uma pipeta ou usar uma comida por dispersão na água, assim todos os corais também se beneficiarão. Mas não abuse da quantidade para não comprometer a qualidade da água do aquário.

Cada pólipo do Trumpet coral é chamado de cabeça, que se reproduz na própria base calcária. Quando bem cuidado se multiplica rapidamente e seus pólipos com cores vivas podem apresentar formatos diferentes, sempre com curvas acentuadas, geralmente de forma arredondada, que chamam a atenção. Nestes pólipos, geralmente com apenas uma cor, encontram-se na extremidade os curtos tentáculos usados para capturar o zooplâncton.

Embora que o Trumpet coral também faça simbiose com as micro algas zooxantelas, das quais tiram proveito de nutrientes, em aquário é notado sua multiplicação com adição de comida, quer diretamente ou por dispersão. Beneficia-se de matéria orgânica dissolvida que fica na coluna d’água, à noite.

Sua multiplicação dar-se com o nascimento de um novo pólipo (cabeça) na mesma base calcária, formando um novo ramo nesta base. A fragmentação deste coral é apenas cortar um ramo que tenha um pólipo na extremidade.

Se o Trumpet Coral não está abrindo verifique se não há sujeira, algas, vermes ou esponjas sobre ele. Se você tem uma colônia de Trumpet e apenas um pólipo não está abrindo, verifique as hipóteses acima, pode ocorrer com apenas um pólipo.

O Trumpet coral é hermafrodita se reproduz sexualmente e assexuadamente. Nos oceanos o Trumpet se reproduz sexualmente, liberando óvulos e espermatozoides.



Para alimento de corais, peixes, invertebrados e MUITO MAIS Clic Aqui.