VERMES-WORM-FLATWORMS-BRISTLEWORMS

VERMES-WORM-FLATWORMS-BRISTLEWORMS

vermes-worm-flatworms-bristleworms

VERMES-WORM-FLATWORMS-BRISTLEWORMS


Vejo muitos aquaristas preocupados ou curiosos quando encontra algum verme no aquário (Worm), razão pela qual fiz um resumo abaixo, embora for uma tarefa difícil, porque são centenas de espécies e poucas informações, mas deixo abaixo alguns esclarecimentos.

Algumas espécies menores de Worms costumam surgir no aquário naturalmente, trazidas acidentalmente junto com os corais e principalmente nas rochas vivas, isto quando não forem compradas, pois muitas espécies apresentam uma beleza sem igual, são os vermes tubos ou poliquetas.

Na grande maioria os vermes encontrados em aquários são da cor cinza ou marrom, às vezes rosados.

Para todos estes vermes de cerdas, embora às vezes assustadores chamados Bristleworms, em sua maioria são benéficos, podem integrar á “equipe de limpeza”, pois comem restos de comida e colaboram para remexer o substrato, participando da aeração dos sedimentos. Algumas espécies não são benéficas, pois são predadores oportunistas e suas cerdas podem causar irritações quando o aquarista tocá-los, porém não é comum este tipo de verme aparecer em aquários marinhos, a menos que você colete suas rochas diretamente no mar, onde qualquer sorte de verme pode vir de carona nas rochas coletadas.

Dica: Após tocar num verme e notar que seus dedos estão cheios de cerdas, utilize uma fita adesiva para removê-los.

Estes Worms ou Bristleworms tem hábitos noturnos, durante o dia permanecem escondidos nas rochas ou no substrato, para poder observá-los é necessário examinar o aquário horas depois que as luzes do aquário foram apagadas. Utilize uma lanterna com luz vermelha para poder vê-los, ou coloque um papel celofane vermelho em sua lanterna normal, mas apague todas as outras luzes que compõe o ambiente onde situa o aquário. Muitas vezes é encontrado quando o aquarista levanta alguma rocha para retirá-la ou mudar de posição. É bem provável que na sifonagem do substrato se retire muitos filhotes.

Um exemplo típico de vermes, ou em inglês “Worms”, são aquelas lindíssimas poliquetas (filo Annelida) onde o Worm fabrica sua casa em forma de tubo, ou tubinhos, feito de carbonato de cálcio, que ao estender seu corpo para fora do tubo, apresentam um esplendoroso colorido, em forma de plumas, e o tão cobiçado em forma de árvore de natal (Spirobranchus). Este tipo de verme além de lindo é benéfico e indica que o aquário está plenamente estabilizado, principalmente os níveis de cálcio e KH. Estes vermes (Worms) são animais filtradores. Quando se sentem ameaçados eles se recolhem para sua casa, ou seja, para o tubinho calcário. Quando os parâmetros da água estão ruins, má iluminação ou algo que incomoda a Poliqueta, ela vai sair do tubo e procurar outro local para se fixar, porém neste trajeto é bem provável que vai encontrar predadores, como peixes por exemplo. Existem mais de 800 espécies de poliquetas catalogadas na costa brasileira entre as 12.000 conhecidas.

Para ver as lindíssimas Poliquetas faça o download: Poliquetas

Curiosidade: Alguns aquaristas utilizam pipeta para fornecer comida aos seus vermes benéficos. Muitos são vendidos em lojas de aquarismo, como as espécies Branchiomma, Bispira e Sabellastarte, têm necessidades parecidas aos outros integrantes do aquário, principalmente a comida e parâmetros ideais (e estáveis). Ainda em estudo, mas tudo indica que os corais fornecem proteção a estes vermes benéficos. Se você comprar um Worm tubo, destes que se parecem com “arvore de natal” será preciso aclimatação, assim como faz com um peixe recém-adquirido, inclusive tenha cautela para não retirá-lo da água (pegar ar), pois se o ar ficar preso no tubo poderá matar o Worm. Se ao colocar no aquário ele soltar sua coroa de tentáculos, não significa que morreu, ele poderá se regenerar ao adaptar-se à nova água.

O cruel verme Eunice aphroditois, ou Bobbit, tem cinco tentáculos na cabeça e podem chegar aos 3 metros de comprimento. Suas pinças são tão poderosas que podem cortar sua presa ao meio. Este verme fica enterrado na areia, ou escondido entre corais, e ao menor estímulo em seus tentáculos ele se projeta velozmente capturando sua presa arrastando-a para as profundezas aonde irá digeri-la. Também injeta uma poderosa toxina, este Worm pode até matar uma pessoa.

Veja o vídeo abaixo do cruel verme Eunice:

O Fireworms, ou verme de fogo (Hermodice carunculata), do genero Eurythoe, também da classe das poliquetas, podem chegar aos 30 cm e são facilmente identificados pelas brânqueas vermelhas e suas cerdas brancas alongadas, possui uma espécie de “arpão” na extremidade que contém um veneno, e ao ser tocado estes arpões ficarão no corpo da vítima, inclusive na mão do aquarista distraído, causando uma forte ardência. Além das cerdas tóxicas possuem uma forte mandíbula. Estes vermes de fogo, ou Fireworms em inglês, comem restos de comida, peixes mortos ou vivos, corais, anêmonas, crustáceos, moluscos e muitos outros animais sésseis, portanto não é viável ter em aquários comunitários, com corais, peixes e outros, todavia, devido sua beleza, a forte coloração, pode-se mantê-los em aquário exclusivo. Os vermes de fogo apresentam uma beleza única em suas cores vibrantes, motivo pelo qual é alvo de fotógrafos apaixonados pela vida marinha.

Os vermes Tubo, que parecem um espanador, apresenta uma beleza incrível, também são várias espécies, a mais cobiçada e também vendida em lojas de aquarismo é a Red Coco Worm (Protula magnifica). Alimentam-se do plâncton, microrganismos e algas que contém no aquário. Em 1979 foi descoberto uma espécie gigante deste verme tubo, o Riftia pachyptila.

Também há os Flatworms, semelhantes aos vermes, porém de corpo achatado que lhes permitem obter nutrientes e oxigênio. São os perigosos platelmintos (ou Planarias), que podem infestar o aquário e matar corais. É altamente recomendável eliminá-los antes que se reproduzem, pois a morte de vários platelmintos espalhará uma forte toxina na água, causando a morte de outros seres aquáticos. Se for o seu caso (infestação), após colocar o veneno, retirar o máximo que puder de platelmintos mortos, fazer TPAs mais rigorosos, colocar carvão ativado e Perlon novos, deixar o Skimmer sempre ligado e limpo. Observar…

Normalmente são criaturas bem pequenas de cor avermelhada ou alaranjada, andam pelo vidro, rochas e no substrato, vem “de carona” em corais ou rochas vivas, se reproduzem rapidamente chegando a sufocar corais.

As Planarias andam pelos corais, pois estes contêm as Zooxantelas, fotossintéticas, que fornecem as Planarias o alimento, e em grande número sufocarão o coral.

Peanut worm ou verme amendoim que tem este nome devido a semelhança com um amendoim descascado. Sipuncula, do grego “pequeno tubo” ou do latim sipunculus, “sifão pequeno”, atingem até 10 cm de comprimento, ficam em buracos no substrato ou aproveitando conchas descartadas. Também tem centenas de espécies, a mais conhecida em aquários é a Phascolosoma. São criaturas de corpo mole.  Esta espécie utiliza seus 18 a 24 curtos tentáculos ao redor da boca para recolher detritos a partir da superfície do sedimento, depois inverte a introvertido e engole os detritos. Esta espécie você pode ter no aquário, pois irá comer as sobras de comida, detritos, etc., mas tem hábitos noturnos.

Para uma precisa identificação dos vermes citados aconselho usar o Google imagens, porque o primeiro passo é saber que espécie de verme você tem no aquário, se é benéfico ou não. Se for necessário ser removido faça-o logo, pois se reproduzem rapidamente, mas cuidado para não tocar em suas cerdas. Armadilhas para remoção é uma boa opção, mas também tem muito peixes predadores para eles, como os Wrasses, porém irão comer os vermes bons e os ruins.

É possível que você veja algum verme comendo um peixe ou qualquer outro animal no seu aquário, mas é preciso saber se não é apenas um verme inofensivo, que apenas está cumprindo sua “missão de limpeza”, talvez não seja ele o causador da morte.

Como eu citei acima, são um grande número de espécies de vermes – Worms, mas com este resumo fica mais claro em poder procurar neste ou em outro site algo mais específico que atende suas necessidades. Se tiver algo á acrescentar, por favor, utilize o formulário abaixo, obrigado.



Para alimento de corais, peixes, invertebrados Clic Aqui.

Para comida de peixes marinhos granulada Clic Aqui.

Para ver todos os produtos que vendo Comprar Suplementos Marinho