VIBRIO

VIBRIO

VIBRIO

VIBRIO



Somente por curiosidade:Pesquisando sobre uma bactéria chamada Vibrio notei que existem várias espécies, o Vibrio cholerae que nos seres humanos causa uma infecção intestinal, a cólera e o Vibrio vulnificus, também perigosa para seres humanos, provoca úlceras, ela penetra no organismo através de cortes ou feridas na pele quando em contato com a água contaminada. Também ocorre a contaminação por ingestão de mariscos crus, em especial ostras. Encontrei também outras espécies de Vibrio, o Vibrio parahaemolyticus, Vibrio fischeri e Vibrio coralliilyticus, mas sem muita informação. Já o Vibrio anguillarium foi encontrado em peixes marinhos e quando consumidos pelos seres humanos causam úlceras. Mas também achei duas espécies de Vibrio que dizem respeito à água salgada e que poderá contaminar o aquário.

A bactéria Vibrio vulnificus é uma delas (da mesma família do Vibrio cholerae) e poderá infectar o coral levando-o à morte, porém esta bactéria é encontrada apenas em águas quentes, com baixos níveis de salinidade, mas poderá vir de “carona” em algum coral e expor o aquário em perigo. No aquário esta bactéria fica em suspensão na água, até conseguir penetrar no tecido de um coral. Veja acima fotos de coral infectado por Vibrio vulnificus, bactéria em forma de bastonete, sei que é difícil identificar se é esta a bactéria que esta fazendo o coral branquear, porém existe à venda em lojas de aquarismo produtos que eliminam bactérias nocivas nos corais, basta dar um banho no coral com este produto, ou utilizar antibióticos. Doxiciclina (Vibramicina Solúvel – Pfizer), pela pesquisa que fiz é a mais eficaz contra o Vibrio. Também há relatos de uso de Clorafenicol embebedado na comida dos peixes. Outra hipótese é um banho de 24 horas com Tetraciclina (250mg), sendo a dose de 1 grama para cada 100 litros de água. Isto é o que li na internet.

No Golfo do México já houve morte de um homem após entrar no mar e contrair o Vibrio vulnificus através de uma ferida aberta. Também uma menina que contraiu a bactéria por um arranhão ocasionado em seu aquário de água doce, a bactéria permaneceu em sua mão por cinco anos na tentativa de cura, mas teve que amputar a mão para cessar o problema. Esta bactéria é conhecida como “comedora de carne”. Muitos casos já foram relatados, você pode ver o estrago que esta bactéria causa na foto acima.

Você pode pesquisar em imagens do Google por Vibrio vulnificus para ver que a coisa é séria.

No aquário esta bactéria somente irá penetrar no tecido do coral se o muco protetor estiver danificado, isto ocorre no transporte do coral, quando se tira ele d’água para manuseio, corais do gênero Euphyllia são um deles, pois seus pólipos ficam estendidos para fotossíntese e quando retirados d’água criam-se bolhas de ar que irão danificar a produção desta mucosa protetora, ocasionando uma podridão interna no coral criando um ambiente favorável para esta bactéria se instalar e iniciar a infecção. Um coral ferido por animais invertebrados também abrem caminho para instalação da bactéria.

Ele se aproveita de corais que já estão com seu muco protetor comprometido por “mordidas” de outros animais pequenos e até mesmo pelas condições da água.

O Vibrio vulnificus que é uma bactéria patogênica, após se instalar no coral reproduz-se por divisão binária e irá devorar o tecido do coral em pouco tempo, cerca de 30 minutos, e após consumir todo o tecido mole do coral deixando apenas o esqueleto se aproveitará das correntes encontradas no aquário para se locomover até outro coral. Não se tem notícia que esta bactéria afeta outros seres marinhos, somente corais, mas pode se instalar nestes seres.

Outra que encontrei foi o Vibrio Shiloi que diz atacar principalmente corais SPS. Esta bactéria destrói o coral por volta de 72 horas, levando-o ao branqueamento. Recentemente foi observado branqueamento de corais no Mar Mediterrâneo causado pela infecção bacteriana, o Vibrio Shiloi. Mas também em águas quentes, e pesquisas demonstraram que esta bactéria não evolui em águas frias. Verificou-se que o Vibrio shioli produz uma toxina que inibe a fotossíntese das micro algas zooxantelas, causando sua destruição. Esta bactéria se multiplica rapidamente no tecido dos corais impedindo a formação de colônias. Não há registro até o momento de alguma forma, ou antibióticos que sejam capazes de matar esta bactéria.

Pesquisas apontaram a incidência de Vibrio spp. em mamíferos marinhos com lesões superficiais capturados em redes ou encalhados em áreas do litoral Sudeste RJ e RS do Brasil. Incidência do Vibrio parahaemolyticus em lulas frescas comercializadas em Niterói-RJ. Um prato com frutos do mar poderá conter bactérias nocivas.

O Vibrio vulnificus após penetrar na corrente sanguinea dos seres humanos através de uma ferida, irá se multiplicar rapidamente e ir destruindo as células e tudo mais onde puder penetrar. O Vibrio vulnificus causa infecções em feridas, infecções graves podem ocorrer com pessoas com problemas hepáticos, alcoolismo crônico, hemocromatose ou com indivíduos com deficiência imunológica. Pode provocar o choque séptico, o que leva rapidamente o paciente à morte (50% dos casos). Esta bactéria penetra na pele através de um arranhão, quer por um coral, peixe, ostra, mexilhão, caranguejo, camarão, etc. ou pela própria água do mar. Atualmente o Vibrio é uma das bactérias mais prejudiciais aos cultivos de camarões.

Coloquei esta matéria mais por curiosidade, pois acredito ser muito difícil encontrar esta bactéria num aquário, ao menos que você comprou um coral num local não confiável ou mesmo tenha pegado diretamente no oceano. As boas lojas de aquarismo deixam os corais em quarentena, em observação, antes de vender ao público.

É bom lembrar também que a palytoxina é a segunda toxina mais letal do mundo, encontrada no coral Palythoa, comum em nossos aquários, veja a matéria na página “Coral Palythoa” para mais detalhes.

Se você tem um aquário de água salgada sempre é bom prevenir, use óculos, luvas, jamais coloque a mão na água se tiver alguma ferida. Você não sabe que tipo bactérias ou toxinas que há no seu aquário, podem ser letais, há inúmeros casos relatados, amputação, cegueira, etc., inclusive de morte.

Se você sabe alguma coisa à respeito destas bactérias marinhas, comente.



Para alimento de corais, peixes, invertebrados e MUITO MAIS Clic Aqui.