YELLOW TANG

Yellow Tang

Yellow Tang

YELLOW TANG



Yellow Tang (Zebrasoma flavescens) da família Acanturídeos, que inclui cerca de 82 espécies, muito conhecido e apreciado por aquaristas marinhos pela sua cor amarelo brilhante. Suporta temperaturas entre 24 a 27ºC, salinidade entre 1023 a 1027 e PH 8.2 a 8.4. Atinge 20 cm de comprimento na idade adulta, são herbívoros, mas se tornam onívoros. Os machos são maiores que as fêmeas. São muito resistentes. Ótimo para aquário com corais, outros peixes e invertebrados. Parâmetros ideais para Yellow Tang bem como para outros peixes e corais você encontra na página “PARÂMETROS” deste site.

Yellow Tang também conhecido como cirurgião-amarelo, come praticamente de tudo que lhe é oferecido. Quando introduzido no aquário, ainda jovem, gosta muito de Nori, mas com o decorrer do tempo começa a pegar outras comidas oferecidas aos outros peixes, flocos, rações, artêmias, papitas congeladas, etc. por vezes não querendo mais Nori. O ideal é diversificar a comida oferecida. É um comedor de algas ativo para seu aquário. O Yellow tang não é territorialista nem ofensivo, podendo viver em aquários comunitários, porém em aquários maiores que 150 litros, caso contrário (pouco espaço) será o inverso, pois precisam de espaço para nadar livremente. O aquário poderá conter uma espécie apenas ou um grupo deles. É aconselhável colocar o grupo de uma só vez, para não ocorrer brigas por território entre eles (somente entre a mesma espécie). Também não é aconselhável colocar um par, mas sim 3 ou mais.

A principal doença que poderá, eventualmente, atacar o Yellow Tang é o íctio, mas que poderá ser tratado facilmente (ver matéria neste site).

Embora este peixe vá consumir todo tipo de alimento oferecido, inclusive para carnívoros (papita de camarão, etc), é necessário lhe oferecer Algas, Nori, Spirulina e Acelga, isto irá fortalecer seu sistema imunológico, afastando-o de possíveis doenças. Você poderá alimentá-lo todos os dias, oferecendo comida variada.

É um peixe que todo aquarista deve ter em seu aquário marinho, não prejudica os corais, o amarelo vibrante realça dentre outros peixes. Ele tem uma forma oval muito bonita também, esta sempre a circular por toda parte do aquário a procura de algas e de comida enroscada nas rochas, com seu nado sinuoso chama a atenção do espectador.

Talvez no início, quando introduzido no aquário após a aquisição, ele fique escondido e não coma tão logo, mas é apenas pelo motivo do stress causado pela mudança do habitat, mas logo ele estará com todo o vigor (questão de um dia). Ou talvez você não o veja comendo em seu esconderijo inicial.

A noite ele “perde” um pouco de sua coloração amarela ficando levemente transparente onde uma faixa branca no centro de seu corpo se destaca.

Nos recifes, Hawai, Indonésia, Grande Barreira de Corais, etc. eles nadam em cardumes.

Equipes de profissionais já conseguiram sua reprodução em cativeiro no Recife-PE. Pelo que sei foram eles os primeiros a conseguirem esta façanha, pelo menos aqui no Brasil. Talvez no futuro o custo para aquisição deste exemplar seja menor. Vamos torcer para que eles compartilhem esta maravilhosa experiência.



Para alimento de corais, peixes, invertebrados Clic Aqui.

Para comida de peixes marinhos granulada Clic Aqui.