OURIÇO DO MAR CURIOSIDADES

Ouriço do mar

Ouriço do Mar



   
PESQUISE ABAIXO SE NÃO ENCONTROU:

OURIÇO DO MAR

Em outra página escrevi sobre Ouriço do Mar em aquário, mas veremos aqui outros aspectos: Como o Ouriço pode ser bom e ruim.

Vou começar pelo aspecto bom do Ouriço:

O Ouriço do Mar tem 5 mandíbulas e se auto-afiam durante toda vida, cada uma delas tem um dente, isto é o que os autores do estudo, da Northwestern University e da Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD) concluíram, os dentes sempre lascam por um controle sofisticado, ficando sempre afiados, e são dentes fortes, resistem ao desgaste.

Ainda segundo o estudo, os dentes nunca irão se desgastar, porque crescem no decorrer da vida do Ouriço do Mar, compensando a perda de material.

Diante destas descobertas, o Ouriço do Mar se tornou alvo para ajudar na elaboração de ferramentas que contribuam para a mineração, perfuração e trabalhos de usinagem.

Agora o aspecto ruim do Ouriço:

Eles têm grandes espinhos que revestem seu corpo, afiados e cobertos de veneno, causando uma grande dor à alguém que pisar neles. Quase sempre os espinhos do Ouriço do Mar causam dor crônica e inflamação quando são tirados. Podendo causar dores nas articulações, nos músculos e erupções cutâneas.

O que fazer se pisar num espinho do Ouriço do Mar? Extraia os espinhos imediatamente e jogue vinagre no local, faça compressas com vinagre, assim os espinhos menores, que não puderam ser extraídos, irão se dissolver. O vinagre dissolve os espinhos. Se por algum motivo algum espinho não puder ser retirado manualmente será preciso de micro cirurgia.

Outros:

Você sabia que o Ouriço do Mar enxerga pelos pés?

É isso mesmo, eles “enxergam pelos pés” segundo estudo dos pesquisadores da Universidade de Lund, na Suécia. O estudo mostrou que os tentáculos do Ouriço não cumprem este papel, mas sim, os pés, que os olhos estão localizados nos pés. Observou-se que eles possuem células sensíveis à luz em seus pés, parecidos com tentáculos, mas a visão é turva segundo o estudo, porém suficiente para sobreviver.

Em outro estudo, da Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Botucatu, concluiu-se que o Ouriço do Mar avaliam o ambiente externo com pistas químicas, através de quimiorreceptores ativos em seus espinhos, pés ambulacrários e pedicelárias.

Os ouriços movimentam-se usando os pés ambulacrários associados aos espinhos móveis, são capazes de cavar com eficiência a superfície arenosa.

Sobre o Ouriço:

Predadores do Ouriço do Mar:

Seus predadores são: Peixes-porco; Arraias; Baiacus; Polvos e Peixes gatilho.

Mesmo com tantos predadores o Ouriço se espalha em proporção gigantesca, talvez seja a diminuição de seus predadores ou pela poluição nos recifes de coral, ocasionando o crescimento de algas, comida para os Ouriços.

O surto de Ouriços do mar não é bom para o recife, a raspagem que eles fazem nas rochas removem os pequenos corais que estão se calcificando, raspam as algas coralinas. Por outro lado, dentro da normalidade, os Ouriços contribuem para o equilíbrio do recife, são herbívoros, comem as algas que abafam os corais, deixando os espaços para os corais crescerem, contribuindo para o ecossistema.

Seus alimentos são: Moluscos; Poliquetas; Esponjas do mar; Lírios do mar, algas e detritos.

Equinodermos marinhos incluem mais de 6000 espécies de estrelas-do-mar, ouriços-do-mar, “bolachas-de-praia” e pepinos-do-mar. Os Ouriços estão divididos em 12 ordens que incluem cerca de 950 espécies atuais, mas estima-se em mais de 13.000 as espécies extintas catalogadas no registo fóssil.

Os Ouriços do Mar vivem em todos os oceanos, podem ficar com até quase 3.000 metros de profundidade.

Algumas espécies de Ouriços do Mar: Ouriço-flor (Toxopneustes pileolus); Ouriço de espinho duplo (Echinothrix calamaris); Ouriço do lápis vermelho (Heterocentrotus mamillatus); Ouriço coletor (Tripneustes gratilla); Ouriço-do mar verde (Lytechinus variegatus); Ouriço-do-mar-branco (Gracilechinus acutus); Kina (Evechinus chloroticus) e muitos outros.

Espécies de Echinometra e o ouriço de espinho curto, o Ouriço Coletor (Tripneustes gratilla), em muitos países insulares do Pacífico estes Ouriços são amplamente recolhidos como alimento e acreditam ter um alto potencial para a aquicultura. Em muitos países os Ouriços são considerados uma iguaria.

Na maioria das ilhas do Pacífico, a captura do Ouriço do mar está desenfreada, acredita-se que a população da espécie esteja diminuindo gradativamente.

Os Ouriços do mar usam a lanterna de Aristóteles (aparelho masticatório) para raspar as algas do substrato ou quebrar a comida em pedaços menores.

Ouriço do mar regulares são aqueles com corpo esférico e cheio de espinhos.Ouriços do mar irregulares são aqueles onde o corpo têm uma forma mais achatada, e possuem menos espinhos do que os outros.

Esses invertebrados jamais viveram em água doce.

O Ouriço do Mar pode rapidamente se regenerar. Os espinhos e partes danificadas podem crescer novamente com rapidez. Também, algumas espécies de Ouriços vivem mais de Cem anos, sem sinais de velhice, com isto, estudos estão sendo feitos para aproveitamento em seres humanos, com estudo da genética.

Enfim, encerro aqui esta página, mas se você gostou do assunto vale a pena pesquisar mais, porque vai encontrar inúmeras curiosidades sobre este animal incrível. Não deixe de pesquisar neste site sobre Ouriço do Mar em aquário.

Vendo produtos de aquarismo no Mercado Livre Comida de Corais