PEIXE ANJO PIGMEU

Peixe-Anjo pigmeu – Centropyge argi

Peixe Anjo Pigmeu



   
PESQUISE ABAIXO SE NÃO ENCONTROU:

PEIXE ANJO PIGMEU


Aqui vou tratar do Peixe Anjo Pigmeu, mas nos recifes de coral existem dezenas de espécies,  e tem até Peixe-Anjo de água doce. Os marinhos são encontrados nos oceanos Pacífico, Atlântico e Índico. O corpo dos peixes-anjo marinho é plano e arredondado com cores exuberantes. Seu formato arredondado permite que ele contorne com facilidade os recifes de coral.

É classificado como Actinopterygii, que são peixes ósseos que possuem nadadeiras raiadas, da família Pomacanthidae.

O Anjo Pigmeu é nativo do Caribe e no Golfo do México, é o menor peixe que podemos manter no aquário, mas ele com certeza será visto, porque são lindos, com cores de tirar o fôlego, corpo metálico azul, amarelo a coloração laranja nas partes da cabeça e um anel fino azul nos olhos, vai chegar aos seus 5 centímetros.

O Peixe Anjo Pigmeu é considerado semi-agressivo, mas não vai trazer problemas no aquário, inclusive é indicado para iniciantes, pois será fácil cuidar, ele é onívoro e vai aceitar tudo que lhe é oferecido, principalmente algas, que é seu alimento preferido, então os aquaristas deverão oferecer Spirulina, mas também vai aceitar outras: Algas marinhas; Artêmias salinas, mexilhão extremamente picado e outras boas rações encontradas no comércio. Sempre alternar para que ele não fique com uma cor desbotada. Você poderá oferecer a comida 3 vezes ao dia.
Peixe Anjo Pigmeu

 

 

 

Há relatos de este peixe beliscar corais LPS, mas se bem alimentado não terá problemas.

Os parâmetros para acomodar o Centropyge argi são basicamente tradicionais para o aquário marinho: Água: Temperatura ideal: 26ºC, dKH 8-12, pH 8,1-8,4, Salinidade 1.020-1.025. Se no aquário tiver “rochas vivas” melhor, ele vai ficar beliscando à procura de alguma comida. Nenhum requisito quanto à iluminação.

Nos oceanos o Anjo Pigmeu prefere vive nos recifes de coral profundos, cerca de 30 metros, mas também são encontrados mais à superfície (5 metros), se alimenta de algas e pequenos invertebrados bentônicos. Vive geralmente onde há pedregulhos, tocas e outros que servirão de esconderijos.

É um peixe ativo, difícil de pegar no aquário quando preciso, se esconde facilmente em tocas, por isto, coloque bastantes esconderijos no aquário, ele vai gostar. Reproduzem-se com certa facilidade.

É facilmente confundido com o Orangeback angelfish, também conhecido como Flameback angelfish.

Reprodução: Na natureza as fêmeas desovam ao pôr do Sol, no aquário ocorrerá quando as luzes forem apagadas. O macho estimulará a fêmea a liberar seus ovos com movimentos de mordida ao longo de seu abdômen. Os ovos fertilizados são abandonados no aquário, flutuam, sem nenhum cuidado dos pais.

Curiosidades: Como todos os outros peixes-anjo, é hermafrodita e o peixe mais dominante se transforma em macho quando não há outro macho ao redor. Todos nascem fêmeas. O maior se transformará em fêmea, então compre 2 exemplares, uma maior e outro menor, em alguns meses se tornarão um casal.

Vendo produtos de aquarismo no Mercado Livre Comida de Corais